0 Imóveis Favoritos

Busca

Não encontramos resultados para esta busca!
Ajuste os filtros acima e tente novamente.

Saúde emocional em tempos de afastamento social

   Por: Fernanda Barth - Psicóloga

        Como se manter saudável nesse período de tantas incertezas sobre o Covid-19? Como o medo se manifesta? Como lidar com tudo isso? São muitos questionamentos, vamos entender melhor sobre esta situação.

    O medo é um grande vilão mundial neste momento, onde todos estão unindo esforços para diminuir o contágio do Covid-19. Não estamos preparados para tantas mudanças, estamos fazendo ajustes de comportamento e precisando se adaptar de um dia para o outro. O medo além de ser um vilão, é contagioso, funciona como um mecanismo biologicamente bem instalado, por isso cuidado com as falsas notícias, famosas fake news. Hoje existe mais de 230 milhões de smarthphones em uso no Brasil, de acordo com uma pesquisa realizada pela FGV-SP, imagine todo mundo conectado à internet, não temos controle sobre a velocidade e quantidade de informações, mas elas chegam como um turbilhão, e quando trazem constantes notícias ruins, mortes, pessoas em quarentena, desesperadas, essas notícias falsas alimentam nosso medo e nós acreditamos em tudo, gerando ansiedade e interferindo na nossa rotina, e ai começa, esse processo consome nossa energia, podendo causar um desequilíbrio mental.

    De repente não podemos mais expressar nosso afeto abraçando quem amamos, desse resultado, gatilhos podem ser despertados gerando ansiedade, estresse, síndrome do pânico, tudo ligado a quarentena. Segundo a OMS o Brasil é o pais mais ansioso do mundo, 18,6 milhões (9,3%) da população convivem com o transtorno de ansiedade. Esse é um dado importante se pararmos para pensar que somos tão frágeis e se proteger de um inimigo invisível pode ser assustador.

    Mas o que fazer? Mesmo em meio a tantas incertezas, podemos sim preservar nosso emocional e nos manter firmes. Procure desenvolver sua inteligência emocional avaliando e sendo capaz de lidar com seus próprios sentimentos.

     Você pode fazer:

  • Estabeleça horário para acordar, tomar café, se vista de forma adequada e não de pijama.
  • Cuide da sua saúde física e mental, nosso cérebro precisa de rotina, então faça exercícios físicos, durma, se alimente bem e controle a ansiedade. Altos níveis de ansiedade podem afetar a imunidade.
  • Se você já faz terapia, não abandone, verifique com seu psicólogo um atendimento online.
  • Cultive pensamentos positivos.
  • Não deixe de demonstrar afeto, mesmo à distância.
  • Procure se informar em fontes confiáveis, não aceite tudo que te falam, e não fique o  tempo todos focado nos jornais.

     Não se esqueça que estamos enfrentando tudo isso juntos, somos seres humanos e mais do que nunca precisamos de afeto e empatia. Afastamento social não significa que você precisa passar por tudo isso sozinho.

2ª VIA DE BOLETO

Preencha o formulário abaixo e em breve lhe enviaremos por e-mail um novo boleto. Caso haja dúvidas, favor entrar em contato com nossa Central de Atendimento.

Denúncia Anônima

LIGAMOS PARA VOCÊ

A Rizzo liga pra você! Preencha corretamente seu número de telefone e entraremos em contato imediatamente.